A sustentabilidade é uma questão que foi negligenciada por muito tempo por toda a sociedade, mas que hoje está bastante em alta, tudo por conta da preocupação crescente com o nosso planeta, que já apresenta sinais de desgaste por conta da utilização exagerada e sem limites por parte da população humana de seus recursos naturais.

Prova disso é o aumento do aquecimento global, que tem subido a temperatura do planeta e elevado os níveis dos mares, ameaçando a existência de inúmeras cidades ao redor do mundo. E é exatamente para reverter esta situação que a sustentabilidade tem se mostrado um assunto tão em alta.

E uma das saídas encontradas para conviver em melhor harmonia com o planeta sem prejudicá-lo da maneira que prejudicamos hoje é por meio da criação e da expansão das sociedades sustentáveis.

Pensando nisso, nós trouxemos aqui uma série de informações sobre o que é e como funciona uma sociedade sustentável, tudo para que você possa começar a aplicar os conceitos em sua vida diária e levar uma rotina mais amiga do planeta.

slide3

Libertando-se da sociedade do consumo

Hoje nós vivemos primordialmente em uma sociedade do consumo, onde quem mais compra e mais tem mostra mais poder frente à sociedade. Porém, para vivermos em uma sociedade sustentável devemos viver no oposto disso.

É claro que não deixaremos de consumir, até porque temos uma economia a movimentar e também desejos pessoais a realizar, mas, em uma sociedade sustentável, nós devemos consumir menos e também aprender a compartilhar, um conceito que não é muito divulgado nos dias de hoje.

O primeiro passo para adotar uma sociedade sustentável é promover o compartilhamento de produtos, ao invés da compra deles. Ou seja, é uma sociedade onde a colaboração vem antes do privilégio próprio, tudo pensando na comunidade e também no bem do planeta. Para entender melhor, imagine a seguinte situação. Você deseja ir ao parque andar de bicicleta, mas não tem uma bicicleta, então hoje vai na loja e compra uma.

Em uma sociedade sustentável, as pessoas que convivem com você, no seu bairro, por exemplo, alugariam ou emprestariam para você, compartilhariam com você, uma bicicleta no dia em que desejasse andar, que deveria ser devolvida depois.

Apenas com uma ação simples como esta você já vai ter evitado colocar mais uma bicicleta em circulação que provavelmente ficaria abandonada grande parte da semana, tornando toda a energia e material gastos para a sua produção completamente inúteis.

De maneira mais resumida, em uma sociedade sustentável tem como ideia principal o compartilhamento de objetos para diminuir o consumo pessoal – que hoje é completamente exagerado – e prega um maior desprendimento material em privilégio do coletivo, onde há uma maior colaboração entre os moradores de uma determinada sociedade, que pode ser um bairro, por exemplo.

Com pequenos núcleos sustentáveis se formando, a conta final é uma grande sociedade sustentável onde o consumo é menor e a colaboração é maior, algo não só bom para o planeta, mas também para as pessoas em si, que aprenderiam a ser mais solidárias e menos egoístas.