A preocupação com o meio ambiente, sustentabilidade e bem estar do planeta Terra tem estimulado diversas iniciativas de preservação da biodiversidade e também o aumento de projetos para diminuir a produção de lixo e, inclusive, transformar o lixo em novos produtos – o que conhecemos como reciclagem. No entanto, essas iniciativas vão além de reciclar latinhas de alumínio e papel.


Retalhar: novos usos para resíduos de tecidos

Ratalhar
Retalhar

A Retalhar é um negócio socioambiental de logística reversa que reutiliza resíduos de tecidos transformando-os em matéria prima para novos produtos. Um uniforme usado que iria para o lixo, pode se transformar em uma bolsa multi-uso, por exemplo. A empresa faz a gestão dos retalhos e, em parceria com cooperativas, criam esses produtos derivados do que poderia estar sendo encaminhado para o lixo ou incineração.

Nessa matéria do Projeto Draft, um dos sócios entrevistado diz: “Não queremos só gerar renda para os grupos de costura, isso qualquer empresa faz. Queremos gerar empoderamento nas cooperativas com as quais trabalhamos”

Confira a matéria (http://projetodraft.com/retalhar-como-quatro-jovens-transformam-restos-de-tecido-em-materia-prima-e-novos-negocios/) ou acesse o sitehttp://www.retalhar.com.br para conhecer a iniciativa.

Outro negócio relacionado é a Banco de Tecidos, dando “vida nova aos tecidos que estavam esquecidos no fundo das gavetas”, como está descrito no sitehttp://bancodetecido.com.br/sobre. A pessoa deposita seus tecidos e ganha crédito por quilo para adquirir outros. O objetivo é encontrar soluções alternativas para os resíduos sólidos, reciclando o que iria para o lixo.


YouGreen: aumentando a qualidade de vida e renda dos trabalhadores

yougreen - reciclagem
yougreen – reciclagem

A YouGreen http://www.yougreen.com.br é uma cooperativa de gestão de resíduos que realiza diagnóstico, conscientização, coleta seletiva, triagem, processamento e logística reserva de produtos descartados que podem ser reciclados. A missão da cooperativa é elevar a qualidade de vida e renda dos trabalhadores em busca de um mundo mais sustentável, então vale a pena conhecer e apoiar.

A iniciativa surgiu da ideia de que nossa sociedade pode ser mais colaborativa do que competitiva. A cooperativa arrecadou mais de 100% da meta de seu financiamento colaborativo e é um exemplo de modelo de negócio, que realiza um trabalho muito bacana com a coleta de lixo.

Financiamento Coletivo
https://youtu.be/YCFbs6A_Fqg

TEDx – Roger Koeppl
https://youtu.be/ooP7-INanVA


Um Ano Sem Lixo
Um Ano Sem Lixo

Um ano sem lixo: nem tão difícil, mas definitivamente não impossível

Cristal Muniz, do blog Um Ano Sem Lixo, se propôs em 2015 fazer do ano da transição para produzir lixo zero, como propõe a blogueira Lauren Singer. Isso mesmo, as duas garotas se propuseram a produzir o mínimo de lixo possível. A diferença das duas é que a brasileira encontrou problemas ao realizar sua transição, pois algumas estruturas o país não oferece para isso – ainda. Quanto mais pessoas engajadas em um mundo melhor, da forma que for, mais a sociedade vai mudar seus paradigmas sobre certos assuntos. O lixo é uma boa forma de se começar. Todos podemos diminuir a produção de lixo. No blog da Cristal há diversas dicas de como começar.

www.umanosemlixo.com

TEDx da Cristal
https://youtu.be/2swolb4QTP0

TEDx da Lauren
https://youtu.be/pF72px2R3Hg


Feira do Consumo Responsável: bom para você, bom para o mundo 

FNeves - Consumo sustentável
Consumo Sustentável

Em Santos (SP), há mais de 15 anos, acontece a Feira do Consumo Responsável em que se estimula o desapego dos produtos e itens parados em casa e escritório. A Escola da Convivência e IPS – Desenvolvimento Humano, são as organizadoras da feira e incentivam as pessoas a só comprarem o que as façam felizes, para não esquecer o consumo responsável. A feira tem quatro edições no ano, uma para cada estação, e reverte toda renda para instituições beneficentes, além de doar o que não foi vendido e alimentos também arrecadados. Essa feira é uma opção para quem quer encontrar produtos mais baratos que o mercado, além de uma ideia muito fácil de se replicar em qualquer lugar.


Economia colaborativa: aqui não há mais necessidade de produzir um produto novo

O Alooga é uma plataforma online que facilita o encontro de locatários e locadores de diversos produtos, incentivando o consumo colaborativo. A economia colaborativa é uma maneira de ver o mundo com o foco na abundância das coisas. Se antes, ao olhar o mundo como um olhar de escassez, a sociedade focava em acumular, hoje percebemos que o mundo precisa mudar os hábitos de consumo para diminuir a produção de lixo. Para que possamos continuar com o mesmo estilo de vida, nos beneficiar com a tecnologia que existe e viver cada vez melhor, basta olhar para o lado e perceber que já há maneiras de contribuir uns com os outros, criar diversas comunidades de fortalecidas e estabelecer negócios mais sustentáveis. Conheça o Alooga e veja como é fácil mergulhar nesse novo paradigma.

Cadastre-se já em aqui!