Coworking: fortalecendo as comunidades colaborativas

A demanda por espaços colaborativos está cada vez maior e a tendência é se fortalecer como modus operandi de profissionais de diversos segmentos. Está cada vez mais comum que profissionais busquem a flexibilidade de um trabalho remoto, como o homeoffice, mas com benefícios de interação social que um local de trabalho proporciona – é exatamente onde o coworking entra.

Por se tratar de um novo paradigma, a economia colaborativa cresce não só mudando a forma como nós consumimos, mas também a forma como nós produzimos. Para que essa geração inovadora consiga desenvolver ideias que se adaptam às necessidades da comunidade e do meio ambiente, cada vez mais empreendedores deixam de investir em uma sala exclusiva para dividir espaços, otimizando diversos aspectos de suas vivências profissionais.

O que é coworking?

A essência do coworking é juntar profissionais de áreas diversas para trabalharem no mesmo espaço para trocar conhecimento, fazer networking, conectar ideias e, claro, compartilhar os custos de manutenção desses espaços.

Além da divisão dos custos, que é um dos atrativos mais importante nessa conjuntura,  outra vantagem é o encontro e a troca com profissionais de diferentes segmentos, já que uma ideia pode se conectar a outra e formar um grande projeto, mais fortalecido e multidisciplinar.

Nesse ambiente de trabalho, onde tudo é compartilhado, a comunidade é fortalecida, uma vez que a interação com pessoas diferentes é incentivada e os usuários acabam tendo que encontrar novas formas de se sair bem quando o assunto é convivência.

Compartilhando as responsabilidades e os benefícios do coworking, os profissionais focam em suas atividades-fim sem se preocupar tanto com questões operacionais, otimizando a produção de seus produtos e/ou serviços, podendo até mesmo testar protótipos entre os colegas, inovando e aumentando as chances de destacar-se em seus segmentos.

O Alooga de casa nova em 2016

Na economia colaborativa, modelo em que as pessoas procuram dividir ao invés de acumular; se preocupam mais com a experiência do que com o possuir; querem praticar o consumo consciente e evitar o desperdício ao máximo, o espaço compartilhado para trabalhar, o coworking, está sendo muito valorizado e desejado – inclusive por nós, do Alooga, que acabamos de ganhar uma mesa no OrgâniCo, por três meses, em 2016.

Inscrevemos o Alooga no Programa de Bolsas Gratuitas para Empreendedor no Orgânico e fomos escolhidos para o TableFree. Começaremos o ano novo com gás total, com o apoio do OrgâniCo, para que possamos desenvolver ainda melhor nossa plataforma, atendendo as demandas e sugestões dos usuários, para que mais pessoas possam colocar em movimento o que está parado no armário e alugar ao invés de comprar itens que são usados apenas de vez em quando.

Se liga no Espaço OrgâniCo

Quer saber mais sobre o coworking? Se liga:

 

Sobre o OrgâniCo

O Espaço OrgâniCo está localizado em Alphaville, região metropolitana de São Paulo, sendo o primeiro coworking da região. Além do espaço de coworking, o OrgâniCo oferece palestras de conteúdo e conhecimento e encontros para relacionamentos. O objetivo é conectar empresas, profissionais e investidores de diversas áreas em um ecossistema de alta performance e superinspirador. Nesse ambiente, seus membros e coworkers trocam experiências, ideias e fazem negócios. Mais do que a estrutura básica para produzir, como salas de reunião, internet poderosa, lockers, cadeiras ergonômicas e impressoras, promovem e oferecem uma agenda especial de eventos, café lounge e parede de escalada. O espaço é um espaço único com projeto de arquitetura coletivo, assinado por uma equipe de 13 profissionais com arquitetos, engenheiros e paisagistas no shopping Alpha Square Mall.

Acesse: www.organicoworking.com.br